Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Notícias
Full screen Suggest an article

Veja como foi o Encontro Macrorregional na Casa do Caminho!

August 12, 2017 0:50 , by Redação CDC - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 72 times

A Doutrina Espírita agradece a participação de todos os companheiros presentes no Encontro Macrorregional, promovido pela Federação Espírita do Estado da Bahia (FEEB) nos dias 04, 05 e 06 de agosto, que aconteceu em algumas casas espíritas em Salvador.

O Encontro Macrorregional é um evento promovido anualmente pela Federação Espírita do Estado da Bahia (FEEB), com o objetivo de fortalecer o movimento espírita regional e promover a integração entre trabalhadores espíritas. Saiba mais sobre o Encontro Macrorregional clicando aqui.

Na Casa do Caminho, reuniram-se os trabalhadores dos centros espíritas de diversas regiões de Salvador, chamadas Conselhos Distritais (CD): CD-2, CD-7 e CD-10. O fim de semana de integração, reflexão e aquisição de conhecimentos começou na sexta-feira com a palestra de Creuza Lage, representante da Federação Espírita do Estado da Bahia. Foram três dias meditando sobre As Leis Morais Aplicadas à Comunidade Espírita! 

 

 

Antes da palestra, todos os presentes puderam desfrutar da linda voz e do doce violão de Glauco Andrade, do Centro Espírita Deus, Luz e Verdade, que se apresentou pela primeira vez na Casa do Caminho e deixou sua marca de harmonia. A Palestra de Abertura foi bastante elucidativa da relação entre Lei e Trabalho Espírita, já ali propondo a todos os presentes atenção e investimento nas atividades desempenhadas no Centro. O passe coletivo foi embalado pelo som do seu violão trazendo à todos os presentes a oportunidade de conexão com os bons espíritos. 

No dia 05/08, sábado pela manhã, os visitantes, companheiros de seara espírita, foram recebidos com muito carinho pelo anfitrião da Casa do Caminho, com uma mensagem sobre o reencontro de almas ali presentes e referência ao capítulo do Evangelho "Trabalhadores da Última Hora".

O Coral da Casa do Caminho foi responsável por abrir uma manhã de trabalho com emoção. As vozes do coral entoaram canções como Cio da Terra (Milton Nascimento e Chico Buarque) e Oração de São Francisco. Embalados pela boa energia que ficou no ar, Creuza Laje assumiu as orientações para as atividades do dia.

As Atividades do Sábado foram ricas nas trocas diretas pelas nove equipes de trabalho, constituídas por aproximadamente de 12 pessoas em média, em que cada uma se dedicou a uma Lei Moral. Após momentos de leitura e discussão sobre o que a Lei Moral pode trazer de reflexões e práticas para o fazer espírita do dia a dia, os grupos registraram uma síntese e elaboraram uma proposta de aplicação da Lei que estudaram à comunidade espírita que pertencem.

Antes do intervalo para o almoço recebemos no palco do salão doutrinário o artista David Santana que, junto com sua filha, alegrou a todos com as músicas "Tarde em Itapoã" - de Toquinho e Vinícios - e "O que é o que é" - de Gonzaguinha. A cantina da Casa do Caminho foi ornada com muito carinho, para acolher os presentes para o almoço com um cardápio saboroso, leve e inclusivo, abrangendo também opção vegetariana. Também este momento foi colorido com boa música, incluíndo sax, flauta e violão, contribuindo para a descontração e integração de todos.

O dia de sábado encerrou-se com uma plenária, em que os grupos de trabalho apresentaram suas ideias sobre o uso das Leis Morais na casa espírita. Pontos interessantes foram observados, como a reflexão sobre a Lei de Conservação na gestão do centro espírita, abordando as temáticas ligadas ao meio ambiente como o uso responsável de materiais, evitando o desperdício, e a sugestão de implantação de coleta seletiva. Outra contribuição importante foi trazida pelo grupo que trabalhou a Lei do Progresso, refletindo sobre a postura do trabalhador espírita, que costuma encarar suas atividades e desafios muitas vezes de maneira pesada e até auto penitencial. O questionamento, nesse sentido foi: trabalhar para Jesus é fardo? Será que o fazemos apenas para quitar dívidas de vidas passadas? Ou devemos fazê-lo motivados pelo amor e alegria de servir ao próximo?

Domingo, último dia das atividades, o trabalho teve como foco a promoção das Oficinas Setoriais. Nelas, a proposta foi que os trabalhadores se reunissem de acordo com a área da casa espírita que contribuem. Nessa etapa, as equipes foram coordenadas por facilitadores da FEEB e os resultados favoreceram às reflexões de cada um sobre como podem melhorar a si mesmos como trabalhadores daquele setor e, assim, cooperar no desenvolvimento da área que pertencem. Foram contempladas as seguintes áreas: Arte, Promoção Social, Atendimento Espiritual / Fraterno, Mediunidade, Estudos, Juventude, Infância e Família. Como resultado deste momento, também surgiram ideias e oportunidades de melhoria que foram depois expostos na plenária de encerramento.

 

Paralelamente às Oficinas Setoriais aconteceu a Reunião do Conselho Federativo Estadual, em que compareceram dez instituições, com a promoção de discussão de temas relativos às casas espíritas, ao movimento espírita no Pólo B - que abrange os Conselhos Distritais 2, 7 e 10 - , ao Movimento Estadual e à FEB - Federação Espírita Brasileira. Os dirigentes também abordaram a validade e os benefícios da Caravana Baiana da Fraternidade e dos Encontros Macrorregionais, ambos movimentos protagonizados pela FEEB no estado. A reunião resultou no apontamento de diversas sugestões, trazidas para dinamizar o movimento espírita.
Na plenária de encerramento, ocorreu a socialização dos resultados produzidos nas Oficinas Setoriais e após as falas dos representantes da FEEB, com um sabor agridoce, vieram as despedidas. Entretanto, novos rumos foram traçados: os trabalhadores presentes foram convidados para o seminário do Conselho Distrital 10 e para o Congresso Espírita da Bahia, que ocorrerá em novembro deste ano, cujas inscrições já estão abertas, com o tema central: "O ideal espírita na sociedade contemporânea".

Para a Casa do Caminho a recepção de um evento tão importante como o Encontro Macrorregional da FEEB representa um novo momento em que todos os trabalhadores - e consequentemente as diversas instituições a que representam - puderam alinhar mentes e corações para contribuir com o progresso do movimento espírita, com o conhecimento, difusão e prática das Leis Morais e implantação na Terra do reino de Deus, anunciado no evangelho por Jesus Cristo.

 

Clique aqui e veja mais fotos do Encontro Macrorregional 2017

 


Ah! bendizei o Senhor,

vós que haveis posto a vossa fé na sua soberana justiça e que,

novos apóstolos da crença revelada pelas proféticas vozes superiores,

ides pregar o novo dogma da reencarnação e da elevação dos Espíritos,

conforme tenham cumprido, bem ou mal,

suas missões e suportado suas provas terrestres.

 

Missão dos Espíritas - Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.XX, Os Trabalhadores da Última Hora.


This article's tags: Movimento Espírita feeb 2017 Encontros Macrorregionais

0no comments yet

Post a comment

The fields are mandatory.

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.