Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Notícias
Full screen Suggest an article

Foi Dia da Família na evangelização da Casa do Caminho!

May 27, 2019 20:31 , by Redação CDC - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 104 times

Dia da familia convite infancia

 

O convite era instigante. Inspirados nas famílias dos elefantes, que cuidam dos filhotes independente da relação parental direta, nosso desafio era chamar atenção dos familiares responsáveis pelas crianças e jovens, sobre a nossa família maior: a espiritual! 
E assim foi programado com muito carinho e empenho, um sábado para a Juventude e um domingo para a Infância. O objetivo não era que os evangelizandos apresentassem algo para os responsáveis presentes em suas salas. O objetivo era que os responsáveis convidados fossem 'evangelizandos por um dia', participando das atividades propostas, com um detalhe: trabalhar nas equipes, preferencialmente com outras crianças e jovens que não fossem seus familiares consanguíneos, embora esses estivessem na mesma sala. Pais, mães, avós, tios, amigos próximos misturaram-se para discutir de forma lúdica, o que é uma família espiritual, como estreitamos laços, como desenvolvemos respeito e cuidado um com os outros. Como recurso, utilizamos a parábola dos talentos para lembrar que TODOS temos talentos e somos importantes para o mundo. Para exaltar a importância do autoamor. E que desenvolvemos os nossos talentos a cada nova encarnação e temos a responsabilidade sobre eles. Quando não desenvolvemos o proposto há uma mistura de insegurança, medo, inércia, preguiça... Quais as consequências de ënterrarmos os nossos talentos? 
Discutimos que a família é o laboratório ideal para exercitarmos a tolerância e que estamos ao lado daqueles escolhidos por nós em planejamento reencarnatório, como sendo importantes para o nosso crescimento. Daí, mesmo aqueles que não são espíritos afins na mesma família, são imprescindíveis para aprendermos e ensinarmos o nosso propósito de vida - AMAR E SERVIR! 
No domingo, o dia começou com um salão todo decorado com muito esforço pela coordenadora e alguns evangelizadores. Tudo feito à mão e no capricho para receber as famílias com alegria!
No salão doutrinário, ainda com todos juntos, cantamos uma música ('Daqui só se leva o amor/ Jota Quest) e em seguida, nos abraçamos todos coletivamente para uma prece. Depois, enquanto as crianças e jovens foram para as salas organizar a recepção, os responsáveis e familiares assistiram um vídeo sobre a presença de Jesus no nosso dia-a-dia e fizeram reflexões rápidas sobre a nossa responsabilidade como família. Desde cedo precisamos cultivar o sentimento de que cada ser humano é parte REAL de nossa família. Somente assim, será possível acolher o maior ensinamento de Jesus: amar tanto a si mesmo, muito mesmo, para sermos capazes de amar o outro irmão de caminhada, independente de laços consaguíneos.
Entretanto, é dentro do lar que iniciamos e temos a maior oportunidade de aprender e exercitar os laços de amor, compreendendo os desafios. 
Na sala de 3 e 4 anos, trabalhamos a música "A casa do Zé" e fizemos uma associação sobre os cuidados para entrar em nossa casa e com a nossa casa. Os familiares aprenderam a técnica de meditação infantil para aplicar em seus lares e compartilharam com as crianças regrinhas de respeito para uma boa convivência.
Na turma de 05 e 06 os familiares foram convidados a brincar de brincadeiras antigas, que não envolvem eletrônicos, e viram a alegria dos pequenos a manipularem os materiais propostos. Grande reflexão saiu dessa turma, para alguns adultos, que constataram a dificuldade em se doar como responsável por outra criança que não a sua.
Na turma de 7 e 08 anos, uma das atividades foi a brincadeira de Twister, associando a relação com os mais próximos e os mais distantes, porém todos estão ligados. Além disso, o desafio das dinâmicas coletivas com as respectivas reflexões posteriores. Também se uniram todos para formar um túnel com papeis para cumprir o desafio de fazer uma bola de isopor chegar ao fim do túnel, sem cair. Somente com união de todo o grupo seria possível alcançar o objetivo. Novas reflexões..
 
Na turma de 09 e 10 anos, os familiares foram recebidos com uma música escolhida pelas crianças para receber os familiares, fizeram uma dinâmica sobre os valores da família. Ao final, deveriam montar um girassol com esses valores discutidos. Também, assistiram vídeo juntos e compartilharam momentos de reflexão sobre união falando sobre a filosofia "UBUNTU"  
 
Na sala de 11 e 12 anos, por exemplo, trabalhamos os talentos, estimulando a autoestima, com a parábola dos talentos. Ressaltamos que todos nós temos talentos para nos fazer melhores seres para nós mesmos e para o mundo - e todos nós somos importantes na obra Divina do Universo!  Para isso, usamos o recurso do jogo  forca - descubra a frase (Todos nós temos talentos). Discutiram em equipe sobre os talentos uns dos outros. depois desenharam como fazer a diferença no mundo com seus talentos! Ainda jogaram um jogo de tabuleiro sobre as diferenças de família consanguínea e espiritual e os desafios dentro do lar.
Na turma de 13 anos, ainda aproveitando a riqueza da parábola dos talentos, fizemos várias reflexões sobre a nossa importância no mundo. Discutimos, em um jogo com prendas, vários exemplos de talentos contemporâneos: quem usa seu talento para o bem no mundo atual, etc. Lembramos que os erros e desafios, como cair quando andamos de bicicleta, fazem parte de uma etapa de vida para sermos mais fortes e e mais capazes lá adiante na vida. 
 
No sábado, na Juventude Espírita Casa do Caminho 
 
No grupo de 14 e 15 anos outras propostas também baseadas na Parábola dos Talentos. Muitos depoimentos emocionantes e enriquecedores para os jovens. A música de Vivaldi (A Primavera) servia como pano de fundo - exemplo de talento utilizado a serviço da humanidade e o seu desafio com a doença que o impediu de ser orador (sacerdote) mas o fez compor obras imortais (as doenças não como castigos mas como oportunidades). Os familiares e jovens compartilharam experiências e talentos.
 
No grupo de 16 e 17 anos alguns jogos e brincadeiras lembraram a importância da união, o próposito de uma família reencarnada na Terra, a formação de uma família. Jogo dos gestos: escrever gestos livremente no flipchart. depois escolher alguns para você. Desafio para reflexão: vc tem dado ao outro aquilo que vc escolheu para você? Por fim, diferenças entre família no plano físico e família espiritual 
 
No grupo de 18 a 24 anos, foram trabalhados os talentos de forma mais profunda. Construção de uma bola antiestresse em equipe (com algum grau de dificuldade técnica), partilhando as dificuldades para executarem a tarefa. Uma corrente humana para fazer uma bola de soprar chegar ao final sem usar as maãos. Para isso todos precisavam colaborar com o próprio corpo.  Ao final, muitas reflexões com a música "A Começar em mim" (Grupo Vocal). 
 
Ao final, as famílias levaram para casa um pouco do amor que doamos a cada dia de atividades, muita reflexão e uma lembrança da nossa evangelização feita com muito carinho pelas próprias mãos da equipe de evangelização! 
Juventude familia mont
Que Deus continue nos inspirando para termos força e perseverança para continuarmos jardineiros de Jesus Cristo, fazendo a nossa parte e mudando o mundo com amor!
Segue abaixo o texto que foi entregue a cada família presente. Vale à pena a reflexão!  
 
 
Texto dia familia

0no comments yet

Post a comment

* field is mandatory

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.