Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Notícias
Full screen Suggest an article

#RetrospectivaCDC2018 Anjos do Caminho

January 22, 2019 21:36 , by Redação CDC - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 166 times

Você sabia? Em dezembro de 2018 a Casa do Caminho proporcionou a um grupo de trabalhadores uma capacitação em primeiros socorros. 

A partir de então, em cada um dos dias de atendimento, nossa Casa contará com um caminheiro preparado para prestar socorros que sejam necessários em casos de acidentes ou mal estar físico dos frequentadores e outros trabalhadores, enquanto o atendimento médico especializado está vindo.

A Casa do Caminho sempre fará o possível para proporcionar conforto e bem-estar a todos que circulam em nosso espaço. 

 

 

 

A casa espírita e os primeiros socorros

Sabemos que a casa Espírita é um hospital de Almas e, por isso mesmo, precisa estar preparada para prestar os “primeiros socorros” aos que a buscarem, na procura de alívio para suas necessidades, sejam quais sejam. Inicialmente, devemos colocar em ação todos os recursos disponíveis, na instituição, para amenizar a dor física, ou seja, a sua carência material, se esse for o caso, pois ninguém que procure uma casa espírita em busca de ajuda para sua necessidade, estando com fome, frio ou com fortes dores que o estejam atormentando etc. estará devidamente equilibrado para ouvir pregações religiosas ou mesmo ouvir falar de Jesus, dos Bons Espíritos etc. 

Sendo o espiritismo o “Consolador” prometido por Jesus, sua primeira função é justamente consolar, isto é, fornecer o que lhe for favorável ao atendimento de sua urgente carência. Posteriormente, estando o indivíduo em melhor situação em relação ao instante de sua chegada, procurar transmitir-lhe as adequadas orientações para seu caso, pois, para que alguém absorva os esclarecimentos necessários ao seu aprendizado, é preciso esteja em sua normalidade física, isto é, que esteja saudável, equilibrado, em condições de ouvir e entender o que lhe está sendo transmitido.  

Efetuado o atendimento de “emergência”, faz-se imprescindível que o tarefeiro espírita esteja devidamente preparado para saber encaminhar o irmão, agora já em melhores condições, para as outras atividades da casa, onde melhor lhe possam ser oferecidos consolo e esclarecimento, quer seja encaminhando-o ao atendimento fraterno ou às reuniões doutrinárias e, se já for o caso, aos grupos de estudo da casa, que deve ser o objetivo primordial de qualquer atendimento, nas casas espíritas, para que ele se equipe de informações pertinentes ao seu estado de Ser imortal, criado para a felicidade e para a perfeição e que só dele depende alcançar esse objetivo de todo discípulo de Jesus e, particularmente, de todos os seguidores da Doutrina Espírita.

Dessa forma, faz-se urgente que as instituições espíritas dediquem-se à formação e preparação de grupos de tarefeiros, destinados a esse mister, evitando, assim, que a prática da “caridade” seja simplesmente voltada aos sofrimentos físicos, o que pode transformá-lo em eterno carente, incapaz de aproveitar as oportunidades que a vida lhe concede e procurar alertá-lo para a responsabilidade de progredir e se aperfeiçoar, pois a verdadeira caridade tem como meta prioritária o Espírito, fadado à felicidade e à perfeição.

Precisamos observar que a caridade precisa ser exercida com sabedoria e com amor, em perfeito equilíbrio, pois, efetuada sem o concurso do amor, é como marco no deserto escaldante que aponta o caminho de saída ao viajante exausto, mas não lhe retira a sede do momento, ao passo que, efetuada sem a presença da sabedoria, poderia se transformar em água cristalina, em lugar escuro, que retira a sede do viajante, mas não lhe dá o caminho de saída.

Sobre o assunto, o benfeitor Emmanuel nos esclarece: “Procuremos alicerçar a fé na bondade, para que nossa fé não se converta em fanatismo, mas isso não basta. É forçoso coroar a fé e a bondade com a luz do conhecimento. Todos necessitamos esperar no Infinito Amor, todavia, será justo aprender “como”; todos devemos ser bons, contudo, é indispensável saber “para quê”. Eis a razão pela qual se nos impõe o estudo em todos os lances da vida, porquanto, confiar realizando o melhor e auxiliar na extensão do eterno bem, realmente demanda discernir”.

Francisco Cândido Xavier. Palavras de vida Eterna - Comunhão Espírita Cristã, Cap. 122.


This article's tags: Primeiros Socorros Retrospectiva 2018 Anjos do Caminho

0no comments yet

Post a comment

* field is mandatory

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.