Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Próximos Eve...
Full screen Suggest an article

Tarde musical com Cássia Aguiar está de volta

September 17, 2018 15:56 , by Redação CDC - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 217 times

Tarde musical com Cássia Aguiar está de volta!

 Cassia aguiar

A voz de Cássia Aguiar cantando São Francisco (Paulo Soledade e Vinícius de Morais) bastaria para preencher o nosso coração com sentimentos de alegria e serenidade. Porém, ela não faz somente isso. A interpretação emocionante que toca profundamente é feita por alguém que canta também com a alma, não somente com a voz. 
Se você nunca assistiu esses momentos com Cássia, é imperdível. E se você já participou, não perca essa nova oportunidade. São muitas músicas que contribuem para o nosso bem-estar espiritual!
 
Cássia cantará e encantará a todos, no dia 22/09, sábado, a partir das 15 horas na Casa do Caminho. 
Durante a tarde, também estará disponível para autografar os seus CDs que são vendidos na livraria da Casa do Caminho.Toda a renda obtida com a venda dos CDs é utilizada para a manutenção das atividades da Casa do Caminho.
 
A palestra dessa tarde, do dia 22/09, será proferida por Emilson Piau que, juntamente com Cássia, farão reflexões sobre a paz. O assunto do capítulo "Bem-aventurados os mansos e pacíficos" será abordado de maneira suave e ao mesmo tempo intenso, para que possamos compreender que a paz está dentro de nós. Cássia Aguiar emprestará a sua voz para que as palavras de Emilson alcancem ainda mais profundamente a nossa alma. O mundo precisa da nossa paz! 
 
Venha participar, cantar e refletir conosco e a voz de Cássia Aguiar!
 
QUANDO: 22/09/18, SÁBADO
ONDE: CASA DO CAMINHO
HORÁRIO: 15 HORAS 
O QUE: TARDE MUSICAL E AUTÓGRAFOS  COM CÁSSIA AGUIAR
 

 

"O fato de sermos seres espirituais nos torna altamente susceptíveis, no nosso cotidiano, a efeitos de influências vibratórias tanto positivas quanto negativas, embora nem sempre estejamos conscientes disso. Esta vibração atinge especialmente nossos chakras, ou seja, os centros de atividade para recepção, assimilação e transmissão de energias vitais de que somos possuidores.  Dessa maneira, podemos nos beneficiar espiritualmente de uma energia positiva gerada por uma música que nos agrade como também podemos nos desequilibrar espiritualmente frente a uma energia negativa produzida por uma música não afinada com os nosso gosto ou com a nossa natureza evolutiva espiritual.

A questão 251 do Livro dos Espíritos em sua resposta esclarece de forma inquestionável a importância que têm a música para os Espíritos. Compara a música celestial com a música terrena dizendo que “uma está para a outra como o canto do selvagem para uma doce melodia.” Isto significa que o nível musical do plano espiritual está muito além do que a música terrena nos oferece. Chama atenção para o fato de que “Espíritos vulgares podem experimentar certo prazer em ouvir a vossa música, por não lhes ser dado ainda compreenderem outra mais sublime”, numa alusão ao fato de que a busca de uma música saudável é caminho para a elevação do espírito. Termina, por fim, fazendo referência sobre a importância da música para o espírito, quando diz que “a música possui infinitos encantos para os Espíritos, por terem eles desenvolvidas as qualidades sensitivas.”

Em Nosso Lar, André Luiz, nas páginas 67 e 68, faz uma referência sobre a importância da música nos trabalhos da vida espiritual:

“Em plena via pública, ouviam-se, tal qual observara à saída, belas melodias atravessando o ar. Notando-me a expressão indagadora, Lisias explicou fraternalmente: Essas músicas procedem das oficinas onde trabalham os habitantes do Nosso Lar. Após consecutivas observações, reconheceu a Governadoria que a música intensifica o rendimento do serviço, em todos os setores de esforço construtivo. Desde então, ninguém trabalha em Nosso Lar sem esse estímulo de alegria.”

Finalizando, merece citação um trecho do artigo Música e Espiritismo, de João Marcelo Gonçalves Coelho, publicado na revista Mensageiro, no qual o autor enfatiza a importância da música na criação de uma ambiência entre os dois planos, terrestre e espiritual, escrevendo “a música, desde que sublime, é prece que enleva e enobrece o espírito eterno que todos somos, permitindo-nos entrar em estreita comunhão com os planos superiores da expressão espiritual.”

(Por: Paulo Roberto Mattos da Silveira, Lar de Frei Luiz, RJ)

 

0no comments yet

Post a comment

* field is mandatory

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.