Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Temas Doutri...
Full screen Suggest an article

18 de abril - Lançamento de O Livro dos Espíritos

April 19, 2018 16:54 , by Redação CDC - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 23 times

18 de abril

18 de abril - Lançamento de O Livro dos Espíritos

 

Completando hoje 161 anos de lançamento, O Livro dos Espíritos é o marco inicial da Codificação Espírita, lançado no Palais Royal, em Paris, na forma de perguntas e respostas, originalmente compreendendo 501 itens. Originalmente publicado em 1857, a obra trazida por Allan Kardec, pseudônimo de Hippolyte Léon Denizard Rivail, em cerca de 20 meses, contém os princípios doutrinários minuciosamente sistematizados, fruto de seus estudos após a popularização na Europa do fenômeno das mesas girantes. Constituiu a primeira de cinco publicações que formariam o chamado pentateuco espírita.

Na escrita do livro, Kardec contou com o trabalho de quatro jovens médiuns: Caroline e Julie Boudin (respectivamente, com 16 e 14 anos), Celine Japhet (com 18 anos) e Ermmance Dufaux (14 anos). O processo de revisão do livro teve uma participação mais intensa desta última jovem, que dava comunicação ao Espírito de São Luiz. Após o primeiro esboço, o método das perguntas e respostas foi submetido à comparação com outras comunicações, culminando numa revisão por grupos espíritas de cerca de 15 países da Europa e Américas.

Nas palavras de Herculano Pires, O Livro dos Espíritos apresenta como novidades a uma crença já antiga, a da realidade espiritual, que serviu de fundamento a todas as religiões de todos os tempos. Entretanto, dessa vez esta aparecia na sua inteireza, graças à revelação do Espírito de Verdade prometida pelo Cristo. A segunda novidade era a própria palavra Espiritismo, era um neologismo criado por Kardec e desde aquele momento integrado na língua francesa e nos demais idiomas do mundo.

A maneira por que o livro fora escrito, ressalta Herculano Pires, era também inteiramente nova. Kardec fazia as perguntas que eram respondidas pelos Espíritos, sob a direção do Espírito de Verdade, através de psicografia indireta.

Censura

Em setembro de 1861 o Sr. Lachâtre encomendou, de Barcelona, 300 volumes de obras espíritas, dentre as quais O Livro dos Espíritos. Ao chegarem, os livros foram apreendidos pelo bispo local, num episódio que ficou conhecido como “Auto de fé de Barcelona”. A sentença foi executada a 9 de outubro, data que marca a intolerância religiosa, reagindo contra a divulgação da Doutrina Espírita. Em 1 de maio de 1864 a Igreja Católica incluiu a obra no "Index Librorum Prohibitorum" - o catálogo das obras cuja leitura é vedada aos seus fiéis.

Legado

O Espiritismo apresenta um novo caminho de profissão de fé, arcado na crença da sobrevivência da alma ao corpo e na reencarnação. Contendo 1019 perguntas de conteúdo filosófico, científico e moral, O Livro dos Espíritos representa a volta do Consolador prometido por Jesus à humanidade!



Referências:

O bem reinará na Terra quando, entre os Espíritos que vêm habitá-la, os bons predominarem sobre os maus; então eles farão reinar na Terra o amor e a justiça, que são a fonte do bem e da felicidade. Pelo progresso moral e praticando as leis de Deus é que o homem atrairá para a Terra os bons Espíritos e afastará os maus; mas os maus só a deixarão quando o homem tiver expulsado de si o orgulho e o egoísmo.

[O Livro dos Espíritos, questão 1019]

 


0no comments yet

Post a comment

The fields are mandatory.

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.