Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Temas Doutri...
Full screen Suggest an article

A bênção da esperança da décima nona flor

October 7, 2020 21:42 , by Redação CDC - 0no comments yet | No one following this article yet.
Viewed 87 times
Post 7
 
A bênção da esperança da décima nona flor
 
A benção da esperança nos reservou mais um lugar no cômputo do tempo terreno. 
Terreno de solo fértil, que nos permitiu a colheita de uma nova flor.
A décima nona flor tem o perfume das manhãs que acordamos com o desejo de servir.
Tem sabor de sustentação. 
És bela e harmoniosa. Embora nem todos consigam enxergá-la em sua real dimensão. 
Porque a flor de número dezenove nasceu para cumprir uma missão.
Ela não quer holofotes, quer apenas parte da nossa atenção. 
A flor, que também é casa, abriga, no terreno fértil das ideias, a vontade de continuar servindo, ainda que com imperfeição. 
Mas a flor, que enfeita o caminho, não faz morada em um só chão. 
Ela se alimenta de vida em movimentação. 
Sem o necessário movimento crescem-lhe os espinhos, que a deixam à sombra de rejeição.
Porque nem todos guardam aptidão para tocá-los, sem causar maiores danos.
E assim, sem movimento, a flor que também é casa, parece não guardar mais tanta vida. 
A poeira invade a face das pétalas, enruga e afasta-lhe o frescor. 
É preciso chuva, para florir. 
Mas ela só vem quando os céus estão prontos para irrigar a terra.
É preciso, então, cultivar a paciência.
No arado dos dias, é preciso o silêncio. 
É preciso silenciar a opinião do mundo, que anseia por dizer que de nada valeu a colheita, que enxerga mais espinhos do que pétalas, que sugere a desistência, em vez da persistência. 
Somente o amor alimenta a paciência da espera, essa que quando queremos, chamamos de esperança. 
É a esperança, que não exige grandes esclarecimentos, apenas confia na renovação cristã das flores, apesar das asperezas dos dias, 'pois com o mundo uma flor tem mil espinhos, mas com Jesus, um espinho tem mil flores'...
Sendo assim, te perguntamos: há quantas flores em seu jardim?!
 
Thais Beldel
 
 
Ao celebrarmos os 19 anos de existência da Casa do Caminho - Pronto Atendimento Espírita, no plano físico, que possamos abrir as portas do nosso coração para a fé raciocinada que nos conduz, invariavelmente, à esperança do porvir.
Sintamo-nos parte!
Parabéns ao esforço de cada um... de muitos... de todos que faz acontecer a Esperança e o Amor em forma de bençãos na Casa do Caminho e na Terra!
 
921. Concebe-se que o homem será feliz na Terra, quando a Humanidade estiver transformada. Mas, enquanto isso não se verifica, poderá conseguir uma felicidade relativa?

“O homem é quase sempre o obreiro da sua própria infelicidade. Pela prática da lei de Deus, a muitos males pode forrar-se, proporcionando a si mesmo felicidade tão grande quanto o comporte a sua existência grosseira.”

Aquele que se acha bem compenetrado de seu destino futuro não vê na vida corporal mais do que uma estação temporária, uma como parada momentânea numa hospedaria de má qualidade. Facilmente se consola de alguns aborrecimentos passageiros de uma viagem que o levará a tanto melhor posição, quanto melhor tenha cuidado dos preparativos para empreendê-la (...).
 
(O Livro dos Espíritos, Allan Kardec)
 
 
Post 7
 
 
 
 

 


0no comments yet

Post a comment

* field is mandatory

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.