Go to the content
Colabore com a casa
or

 Go back to Temas Doutri...
Full screen Suggest an article

Conheça sobre A Gênese com as respostas do quiz

February 1, 2021 19:30 , by Redação CDC - 1111 comments | No one following this article yet.
Viewed 80 times

Artigos do site

 

Conheça sobre A Gênese com as respostas do quiz!

Conheça um pouco mais sobre a obra A Gênese, lendo as respostas do Quiz

1) Qual a última obra do Pentateuco Espírita?

  1. a) O Livro dos Espíritos
  2. b) O Céu e Inferno
  3. c) A Gênese - RESPOSTA 

 

A Gênese foi a última obra publicada por Kardec quando ainda estava encarnado e considerada a quinta obra basilar do Espiritismo. Assim, pode-se observar na sequência o Pentateuco Espírita: O Livro dos Espíritos, o Livro dos Médiuns, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno e A Gênese. Todas essas obras foram codificadas por Kardec.

A primeira edição de A Gênese se deu em 6 de janeiro de 1868, passou por diversas edições e traduzida em muitas línguas. Nesse espaço de tempo até hoje seu conteúdo se baseia em elucidar através da “fé raciocinada” fenômenos que, para muitos pensadores, filósofos e cientistas seriam inexplicáveis.  Com todo esse arcabouço de esclarecimentos que Kardec apresenta, com riqueza de análise sobre a matéria e o espírito, mesmo nunca tenha sido desmentido, ainda assim é uma das obras menos estudada.

Em pleno  2021, A Gênese se nos apresenta bastante atual frente aos fatos que vivenciamos. Traz- nos à tona um olhar mais aguçado no que se refere à Ciência e a Espiritualidade! Vale a pena conferir.

 

2) Somos seres formados semelhante aos frutos, a polpa (perisperma) corresponde ao:

  1. a) corpo
  2. b) perispírito - RESPOSTA 
  3. c) Espírito

 

O perispírito é na visão Espírita um corpo fluídico, semimaterial, que envolve o Espírito que por sua vez vivifica o corpo físico de uma pessoa encarnada. Para muitos é invisível aos olhos físicos.

Ou seja, “quando a alma está unida ao corpo, durante a vida, ela tem duplo invólucro: um pesado, grosseiro e destrutível — o corpo; o outro fluídico, leve e indestrutível, chamado períspirito”.

Em A Gênese, no capítulo XIV, o ítem 7 afirma que períspirito é um dos mais importantes produtos do fluido cósmico; é uma espécie, a grosso modo, de um fragmento do fluido cósmico universal. Também chamado de MOBI (Modelo Organizador Biológico). Podemos dizer que tanto o corpo físico quanto o perispírito advêm do fluido cósmico universal, embora sejam tipos  de “matéria” distintas. Uma é mais condensada (corpo físico) e outra é mais sutil. Outro aspecto importante é que a natureza da sua fluidez é equivalente ao grau de adiantamento moral do Espírito. Melhor dizendo, quanto mais  se aprende a lidar com as dificuldades e sofrimento que a vida o coloca, mais seu corpo fluídico se depura. Assim, podemos concluir que: “No períspirito, a transformação molecular se opera diferentemente, porquanto o fluido conserva a sua imponderabilidade e suas qualidades etéreas”. (A Gênese cap. XVI, it.7). Deixando claro que todas as situações que passamos enquanto encarnados são passageiras em relação à natureza do Espírito que é imortal.

 

3) Três assuntos abordados na obra A Gênese

  1. a) origem da Terra, milagres e predições - RESPOSTA 
  2. b) tipos de mediunidade, bicorporeidade e universo
  3. c) formação dos mundos, formação dos seres vivos, orientação moral de Jesus Cristo 

 

A origem da Terra, Os milagres e as Predições foram o objeto de estudo do livro A Gênese.  É uma das obras que contém em seu bojo o conhecimento científico Espírita cuja metodologia fundamenta-se na “fé raciocinada” na aplicabilidade e entendimento das práticas Espíritas tanto no contexto filosófico quanto no contexto moral. Liderado pelo Espírito Verdade, muitos Espíritos como Galileu Galilei participaram da confecção do mesmo, dando um caráter sério e transformador desde o século XIX.

Para Kardec, “ao demonstrar a existência do mundo espiritual e suas relações com o mundo material, o Espiritismo fornece a explicação de uma imensidade de fenômenos incompreendidos”. A compreensão de que “dois elementos, ou, se quiserem, duas forças regem o universo: o elemento espiritual e o elemento material” complementa a Ciência é uma das contribuições do Espiritismo. Assim, A Gênese vem trazer nesses aspectos, a revelação Espírita ou Terceira Revelação, caracterizada pelos princípios e leis naturais e universais ao qual estamos todos submetidos.

 

 

4) O milagre (ato contrário às leis conhecidas da natureza) existe?

  1. a) sim, sem dúvida
  2. b) não, são fenômenos frutos da intervenção das inteligências ocultas - RESPOSTA 
  3. c) sim, quando Deus manifesta seu poder derrogando as leis da natureza 

 

Não fique surpreso leitor amigo, ao afirmar o Espiritismo que milagres não existem.

Pela primeira vez, pode-se observar a fusão entre a Ciência e a Religião em pleno período de efervescência de saberes. No século XIX, ainda sob o influxo dos grandes iluministas, Kardec trata o tema dos milagres e predições, ainda assim amparado por Jesus e os Espíritos superiores, com uma nova perspectiva. 

Com o estudo científico da visão teológica dos textos antigos ele faz uma abordagem mais ampla no que se refere às Leis Universais divinas, rompendo crenças materialistas sobre o maravilhoso e o fantástico que ainda podemos perceber no século atual. Usando sempre da lógica, Kardec trata sobre os milagres, na segunda parte de A Gênese de forma bastante significativa, dando um entendimento maior sobre os fenômenos conhecidos como ‘sobrenaturais’, como por exemplo catalepsia, ressurreição, curas e etc. presenciadas nos evangelhos bíblicos, demonstrando o verdadeiro propósito da Revelação Espírita. 

”O princípio dos fenômenos psíquicos repousa, como já vimos, nas propriedades do fluido perispirítico, que constitui o agente magnético; nas manifestações da vida espiritual durante a vida corpórea e depois da morte; e, finalmente, no estado constitutivo dos Espíritos e no papel que eles desempenham como força ativa da natureza. Conhecidos estes elementos e comprovados os seus efeitos, tem-se, como consequência, de admitir a possibilidade de certos fatos que eram rejeitados enquanto se lhes atribuía uma origem sobrenatural.”

 

“(...) Sem prejuízo da parte que toca à atividade humana na elaboração desta doutrina, a iniciativa da obra pertence aos Espíritos, embora não constitua a opinião pessoal de nenhum deles. Ela não é, nem pode deixar de ser, senão o resultado do ensino coletivo e concorde por eles dado. somente sob tal condição podemos chamá-la Doutrina dos Espíritos. De outra forma, seria apenas a doutrina de um Espírito e só teria o valor de uma opinião pessoal. Generalidade e concordância no ensino, tal é o caráter essencial da doutrina, a condição mesma da sua existência, do que resulta que todo princípio que ainda não haja recebido a consagração do controle da generalidade não pode ser considerado parte integrante dessa mesma doutrina, mas simples opinião isolada, cuja responsabilidade o Espiritismo não pode assumir. É essa coletividade concordante da opinião dos Espíritos, submetida, além disso, ao critério da lógica, que constitui a força da Doutrina Espírita e lhe assegura a perpetuidade”.

(A Gênese, Allan Kardec)


1111 comments

Post a comment
Post a comment

* field is mandatory

If you are a registered user, you can login and be automatically recognized.